Menu Close

Agente de viagens: como lucrar vendendo sua experiência

Isabela Braga

por Isabela Braga
Marketing de conteúdo
isabela.braga@monde.com.br

Tenho uma excelente notícia para você, agente de viagens: sua experiência pode te fazer lucrar mais!

Nós sabemos que o acesso à tecnologia tem feito com que as pessoas cheguem ao momento de compra cada vez mais preparadas. Elas sabem (ou acham que sabem) tudo!

Isso acontece porque nós gostamos da sensação de segurança, de buscar o máximo de informações possíveis para tomar a decisão correta.

Por isso, o vendedor precisa estar muito bem informado, sempre. Precisa conhecer os destinos e saber os diferenciais que irão atrair o consumidor. E, além de estudar pela internet, é importante que os agentes viajem e conheçam de perto os principais atrativos turísticos.

Neste artigo, vou falar sobre como você pode usar sua experiência e o seu conhecimento para lucrar.

Antes de tudo…

Eu já falei um pouco sobre a importância da produção de conteúdo e da criação de um blog para empresas nos dias atuais (você pode ler sobre o tema clicando aqui).

O vendedor que viaja, consegue usar essa experiência nas vendas, mas também tem a chance de reunir informações seguras e originais sobre os destinos.

Apesar do consumidor ter facilidade para buscar dados, a internet entrega uma enxurrada de respostas, que nem sempre são verdadeiras. Por isso é importante entregar resultados confiáveis, seja através do blog, das redes sociais ou tirando dúvidas pontuais dos viajantes.

Veja exemplos de artigos publicados pela agência Sonho Real Turismo – Americana, contando a experiência real de agentes.

como lucrar vendendo experiência

como lucrar vendendo experiência

É importante saber

Segundo pesquisa realizada pela Revista Viagem e turismo em parceria com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), existem 3 principais meios de pesquisa usados pelos viajantes:

  • Revistas de viagens: 36%
  • Sites e blogs: 34%
  • Operadoras de viagem: 13%

OBS: estudo com participação de 6.115 leitores da revista Viagem e Turismo, de 17 estados e do Distrito Federal.

Fonte: Navegg e Revista Viagem e Turismo 

O número de pesquisas online tem crescido muito e, por isso, você não pode deixar de compartilhar suas experiências.

E mais, o Guilherme Goss, fundador do blog Viajante Inveterado e proprietário da agência Reisen, nos contou em um webinar que as pessoas dão feedbacks sobre os conteúdos que ele disponibiliza. Elas voltam dos destinos felizes, agradecem por ele ter compartilhado dicas tão valiosas e confiam em sua agência para comprar a próxima viagem.

Então, organize-se para viajar e ter sempre conteúdos originais para oferecer aos viajantes.

Assista ao webinar com o agente Guilherme Goss clicando aqui.

Prefere ler? Também temos o conteúdo escrito.

Marketing emocional: o que é?

Os seres humanos tomam decisões de compra instintivas. Ou seja, apesar de nós analisarmos as ofertas que estão sendo feitas, a real decisão de compra acontece por instinto.

Isso porque o emocional em uma negociação fica muito mais atento que o racional. Existe um termo no mercado chamado de “marketing emocional”, que significa trabalhar a estratégia de conquistar o emocional do cliente, criando expectativas.

O agente de viagens pode fazer isso de uma forma incrível. Quando uma pessoa entra em uma agência de viagens, ela provavelmente já passou por um processo de planejar a viagem e de imaginar como ela pode ser. Ela também já sentiu medo, outra emoção muito presente quando estamos decidindo o que e onde comprar. Medo de escolher a agência errada, o destino errado, de não ser o momento de comprar, etc.

Por isso, quando o consumidor se depara com um agente preparado, que tem propriedade para falar, as emoções mudam e ele sente segurança.

Ainda segundo a pesquisa realizada pela Revista Viagem e Turismo, para 35% dos mais de 6 mil entrevistados, a confiabilidade é a palavra-chave na hora de contratar uma agência de turismo. O preço vem em segundo lugar como fator de decisão.

“Esse resultado mostra que o turista espera a melhor orientação possível sobre os destinos, as atrações e os serviços por parte do operador contratado”, diz Gabriela Aguerre, diretora de redação de Viagem e Turismo.

Fonte: Revista Viagem e Turismo 

O que observar nas viagens

Agora, para conseguir ativar o emocional e fazer com que o cliente sinta segurança para comprar, você, vendedor, precisa observar alguns pontos importantes em suas viagens.

Lembrando que depois você pode usar a experiência em artigos para o blog, publicação nas redes sociais e também no momento da venda.

Atrativos principais: o que fazer no destino?

É muito importante saber quais são os principais atrativos dos destinos para conseguir explicar ao consumidor, de forma real, o que vale a pena conhecer.

O ideal é que você tenha vivido a experiência para poder recomendá-la. Como neste artigo do blog Viajante Inveterado, no qual o Guilherme contou sobre sua experiência mergulhando com tubarões na África do Sul.

Imagina como a argumentação de venda se torna mais poderosa quando você fala com propriedade da sua experiência. Além disso, você pode ter um auxílio visual na negociação, mostrando fotos e vídeos.

Muitas vezes, o consumidor sabe quais passeios e atrativos pode conhecer em determinado local, mas não sabe exatamente como eles funcionam. Se o vendedor conseguir explicar o passo a passo, a confiabilidade aumenta.

como lucrar vendendo sua experiência como agente de viagens

como lucrar vendendo sua experiência como agente de viagens

 

Gastronomia local: onde comer?

Outro ponto muito legal para ser observado e abordado em negociações futuras é a gastronomia. Quando as pessoas vão viajar, elas gostam de conhecer e fazer parte da cultura local.

Muitas vezes o destino apresenta pratos exóticos e você tem a chance de indicar ao consumidor comidas e restaurantes locais.

como lucrar vendendo sua experiência como agente de viagens

como lucrar vendendo sua experiência como agente de viagens

Onde se hospedar

Sem sombra de dúvidas os seus consumidores vão querer saber onde se hospedar no destino. Saber se é melhor ficar em um hotel perto do centro, ou mais distante. Se existe alguma pousada interessante no local, etc.

O cliente quer comodidade e uma viagem sem preocupações. Sendo assim, analise sempre os hotéis do destino, a localização, a estrutura e tenha respostas para o viajante.

como lucrar vendendo experiência

como lucrar vendendo sua experiência

Eventos

O destino que você está conhecendo tem algum evento típico?

Esses eventos costumam unir culinária, tradição e festa. É algo muito interessante para recomendar ao cliente, afinal, quando saímos do nosso ambiente usual, queremos ver coisas novas.

Aposte nisso para ativar a emoção do cliente e vender com mais facilidade!

Conclusão

O mercado está em constante evolução e o consumidor está cada vez mais exigente e preparado. Por isso, mantenha-se atualizado, planeje-se para conhecer os destinos que vende e trabalhe a confiabilidade em todas as integrações com os consumidores.

E você, o que observa em suas viagens? Tem alguma dica ou dúvida? Deixe nos comentários ou encaminhe para marketing@monde.com.br.

Acompanhe o blog e o canal no Youtube – Viajante Inveterado e fique por dentro de dicas de viagens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *